Estudos Bíblicos

LEGADO ou Herança?

No 2º domingo deste mês comemoramos o chamado “Dia dos Pais” … sabemos que é um dia muito voltado ao comércio, mas, independentemente disso, acho válida essa “comemoração”, lembrando, porém, que os pais (e mães) devem ser honrados todos os dias.

Aproveito essa ocasião para expressar minha eterna gratidão ao Amado Pai do Céu, pelo amado “pai da terra” que ele me deu… homem temente a DEUS, que procurou andar em integridade e deixar um exemplo de amor ao SENHOR e Sua Bendita Palavra, Certamente esse foi o maior legado que meu irmão e eu recebemos!

Mas afinal…qual a diferença entre legado e herança?

“Geralmente os pais se orgulham de poder deixar para seus filhos patrimônio ou estabilidade financeira, o que chamamos de herança, que tem como característica bens materiais, dinheiro, etc…

Já o legado é um conjunto de princípios que os pais deixam aos seus filhos que vão nortear o seu comportamento ao longo da vida. Legado, portanto, é algo intangível, que não se acumula e não se mensura por meio de dinheiro, quantidade de hectares, ou qualquer outro bem material.”

A Palavra de DEUS diz no Salmo 112:1-2 que “bem-aventurado o homem que teme ao SENHOR e tem prazer nos Seus Mandamentos. A sua descendência será poderosa na terra; será abençoada a geração dos justos”.

Compartilho com vocês uma “realidade”, que há muito toca profundamente o meu coração e creio que esse é o momento apropriado para isso:

Jonathan Edwards – nasceu em 1703 em Windsor Connecticut.

Ele era o único filho homem entre dez filhas, seu pai, Timothy Edwards era pastor, e sua mãe, Esther Stoddard era filha de Solomon Stoddard, um famoso reverendo da época.
Jonathan Edwards aprendeu muito com o avô principalmente a importância de trabalhar duro e estudar bastante. Ainda bem novo, Edwards aprendeu a escrever. O pai dele lhe ensinou o latim e outros idiomas como grego e hebraico. Aos seis anos de idade ele já conseguia conjugar os verbos em latim. O domínio destes idiomas lhe ajudaria depois a ser um perito em estudos da Bíblia Sagrada e um mensageiro poderoso da Palavra de Deus.
Aos 13 anos de idade, Jonathan Edwards entrou na Faculdade de Yale, e lá estudou teologia. E como aquele garoto amava estudar, ele frequentemente passava 14 horas por dia estudando sobre a Palavra de Deus.
Em 1720, Edwards se formou em Yale, como o primeiro de sua classe.

E começou cedo na carreira pastoral.

Edwards lutou para resgatar o significado de verdadeira revivificação cristã.
Sem dúvida Edwards foi um grande homem de Deus que muito colaborou, direta e indiretamente, para o reavivamento bíblico, e para que hoje eu e você possamos conhecer a Palavras de Deus e seu significado.
Contudo, em nenhuma área Edwards foi mais bem-sucedido do que em seu papel como pai.

Edwards e sua esposa Sarah tiveram onze filhos. Apesar de um horário de trabalho rigoroso que incluía acordar às 4:30 da manhã para ler, escrever e orar em sua biblioteca, viagens extensas e reuniões infinitas, ele fazia questão de dedicar muito de seu tempo aos seus filhos.
Apesar de sua vida agitada, Edwards se comprometeu a passar pelo menos uma hora por dia com eles, principalmente lhes ensinando princípios cristãos.
E se ele perdesse um dia porque estava viajando, acumularia essas horas e as passaria com os filhos quando voltasse.
Sem dúvida Edwards deixou um importante legado aos seus filhos.

E o principal legado que Edwards deixou a seus filhos foram seus princípios cristãos.


Recentemente, o estudante Benjamim B. Warfield de Princeton encontrou, depois de muitas pesquisas:

 

Dos 1.394 descendentes de Edwards, alguns se tornaram:

Os descendentes de Jonathan Edwards não custaram nenhum centavo ao estado

O exemplo de Jonathan Edwards nos mostra a importância de deixarmos esse legado cristão aos nossos filhos.

Claro que isto não significa que as pessoas simplesmente são um produto direto de seus pais, ou que seu futuro está determinado pela sua descendência.

 

A história de Jonathan Edwards oferece lições poderosas sobre o legado que nós deixaremos como pais.

Daqui a cinco gerações é bem provável que as nossas realizações profissionais serão esquecidas. Na realidade, nossos descendentes podem pouco saber sobre nós ou nossas vidas.
Mas o modo como somos pais hoje e os princípios que transmitimos afetarão diretamente não só nossos filhos, mas também nossos netos, bisnetos e as gerações que se seguem.

 Como dizia Edwards: 

“Deus fez todas as coisas com um propósito, e DEUS também tem um propósito para todos nós. Nenhum homem vive em vão, todos nós deixaremos um legado.

Qual será o seu”?

No amor de CRISTO,

Pra Fúlvia Maranhão

END. R. Gêmeos, 64 - Alphaville Conde I - Barueri - SP - 06473-020

PHONE +55 11 4191-6808